Copa 2014: México zero, brasil tampouco…

Técnico do México diz que empate com o Brasil “Foi sem querer querendo!”

Anúncios
Published in: on terça-feira, 17 junho 2014 at 5:58 pm  Deixe um comentário  

Taxistas no Rio e no Mundo

Os taxistas dizem que os “motoristas chamados por aplicativos” (vamos chamá-los assim) tiram sua clientela, não pagam tributos e taxas, não são fiscalizados e acabam ganhando mais que os taxistas legalizados.
Ora, em vez de fazer greve, bloquear vias públicas, parar a cidade, por que os taxistas não aderem e se cadastram aos aplicativos?
Esse protesto ocorre no Rio de Janeiro ao mesmo tempo em que na Europa.

Por outro lado, taxistas da cidade do Rio de Janeiro estão sendo obrigados a comparecer aos órgãos reguladores da atividade, para receber folhetos que “ajudam” a receber melhor os turistas estrangeiros.
Pergunto: por que não mandam os folhetos pelo correio, como fazem com as multas?

Published in: on quarta-feira, 11 junho 2014 at 8:26 pm  Deixe um comentário  

Big Brother DETRAN

Deu no jornal:
“O governo federal, por meio do Ministério das Cidades, quer formar uma forca-tarefa para que o Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos (SINIAV) entre em funcionamento em 30 de junho. A ideia é que os Detrans de cada estado estejam aptos a instalar a “placa eletrônica” (na verdade, um chip, que possibilita a identificação do veículo) em toda a frota nacional, atualmente estimada em 70 milhões. Afixado no para-brisa, o chip contém todos os dados e histórico do carro, que pode ser lido por meio de antenas instaladas nas vias e estradas. A força-tarefa também envolve o Departamento Nacional de Transportes Terrestres (Dnit), a Companhia de Engenharia de Tráfego (CEF), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). O Siniav foi iniciado em 2006 e deveria ter sido implantado em 2009, mas, devido a diversas questões polêmicas, como a da “invasão de privacidade dos proprietários dos veículos”, seu cronograma acabou atrasado.”
Big Brother Brasil, sem direito a sair da “casa”.

E, se alguém chamar o contribuinte para debaixo de edredom, advinha quem vai ser enrabado?

Published in: on quarta-feira, 17 julho 2013 at 4:58 pm  Deixe um comentário  
Tags:

A passagem do transporte público baixou, mas o povo continua nas ruas.

A passagem baixou, mas o povo continua nas ruas.
Por que será?
Os repórteres perguntam:
– O que a senhora quer?
– Saúde pública de qualidade!
– E o senhor?
– O fim da corrupção!
– E a menina, estudante?
– Educação de qualidade.
– E o rapaz, com o SHIATZU no colo, tão bonitinho…
– Que o governo faça uma campanha, em rede de TV nacional, para explicar aos bofes que não é SHIATZU, é Shih Tzu!
E que baixe o preço da ração que essa merdinha come!
– E, finalmente, o rapaz aqui, com pinta de sertanejo rico, universitário, o que o rapaz está reivindicando?
– Eu? Eu quero tchu, eu quero tcha
Eu quero tchu tcha tcha tchu tchu tcha
Tchu tcha tcha tchu tchu tcha
– CORTA!

Published in: on sexta-feira, 21 junho 2013 at 8:24 pm  Deixe um comentário  

Caju Alegria

LEI Nº 12.834, DE 20 DE JUNHO DE 2013.

Autoriza a criação do Fundo de Apoio à Cultura do Caju (Funcaju), e dá outras providências.

A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º É o Poder Executivo autorizado a criar o Fundo de Apoio à Cultura do Caju (Funcaju)…

———————————————-

Quem tiver interesse em saber mais sobre o Fun Caju, clique AQUI.

Published in: on sexta-feira, 21 junho 2013 at 5:48 pm  Deixe um comentário  

Sexo no espaço, ou apenas mente suja do jornal O Globo?

Cosmonauta Russa, de 1963

Cosmonauta Russa, de 1963

Published in: on segunda-feira, 17 junho 2013 at 9:55 pm  Deixe um comentário  

O imbróglio do Bondinho do Corcundinha.

Imagine o seguinte:

A empresa Ponto Quente tem centenas de lojas espalhadas por todo o Brasil. Essa empresa tem em estoque milhares de itens para venda.

O estoque, por questões logísticas, está dividido, com o armazenamento feito em vários Estados diferentes.

Além disso, a empresa resolve abrir uma loja para vender seus produtos pela Internet. Isso significa que a empresa passa a ter o equivalente a milhões de lojas físicas, pois cada um dos milhões de consumidores em potencial pode resolver comprar o mesmo produto, ao mesmo tempo.

Com se resolve isso?

Fácil! A empresa cria um banco de dados, com todos os produtos em estoque, em todos os seus depósitos espalhados pelo Brasil.

Quando alguém entra em uma loja física, em qualquer lugar do Brasil, e compra determinado produto, o sistema de gerenciamento de banco de dados da empresa, antes de concluir a venda, verifica se o produto existe no estoque. Depois procura o produto no depósito mais próximo do local de entrega, geralmente a casa do comprador. Se o produto não estiver disponível nesse depósito, o depósito mais próximo seguinte será pesquisado.

Quando finalmente é encontrado o produto, o sistema de gerenciamento de banco de dados da empresa bloqueia temporariamente a unidade do produto (se houver, por exemplo, seis unidades, o sistema bloqueia uma e deixa apenas cinco, para que estejam disponíveis para outros interessados), e informa ao comprador o prazo de entrega – por exemplo, o comprador é do Rio de Janeiro, mas o produto só existe no depósito do Espírito Santo e vai levar dez dias para chegar.

O consumidor aceita, fecha a compra, e a unidade do produto é baixada no estoque: agora, em vez de seis, existem apenas cinco unidades disponíveis, no Brasil inteiro.

O mesmo procedimento funciona para compras pela Internet.

Agora imagine outra coisa:

Um ingresso para andar no “Bonde do Corcundinha” pode ser equiparado a um produto a ser vendido.

Um controle de data (em banco de dados) pode limitar o número de ingressos que podem ser vendidos para serem usufruídos a cada horário de cada dia.

Se há 200 ingressos para cada horário, para o dia 22 de maio de 2013, quando alguém compra um ingresso, seja onde for, DESDE QUE O SISTEMA DE VENDA ESTEJA INTEGRADO EM UMA MESMA REDE E UM ÚNICO BANCO DE DADOS, o sistema, concluída a venda, passará a mostrar apenas 199 ingressos disponíveis.

A conclusão é a seguinte: Porque o “Bondinho do Pão de Queijo Redentor” não consegue vender, simultaneamente, ingressos na bilheteria e pela Internet?

É incompetência ou é outra coisa?

Abraços de Jorge Queiroz dos Reis, engenheiro.

Published in: on quinta-feira, 23 maio 2013 at 8:39 pm  Comments (1)  

Sky, Tv é isso?

A total falta de respeito com que a Sky Tv trata seus clientes!

Posted on 15 de March de 2013 by 

No dia do consumidor, a Sky Tv mostra total desrespeito ao Código de Defesa do Consumidor.
Com as faturas rigorosamente em dia, sou surpreendido com um slide cobrindo a imagem transmitida, informando que tenho que trocar meu receptor até o dia 20 de março de 2013 e mandando ligar para 10611.
Liguei, fiz o agendamento, mas fui informado que o tal slide NÃO SERIA RETIRADO, até a troca do receptor.

O slide não é uma mensagem que eu possa apagar.
Total absurdo!

A empresa poderia entrar em contato comigo, por telefone fixo cadastrado, por e-mail cadastrado, por carta, telegrama, no endereço cadastrado.
Essa situação se enquadra no rol das “Coisas que Odeio…”.

Vejam as imagens da tela, em

http://jorgereis.com/blog/?p=797

 

Published in: on sexta-feira, 15 março 2013 at 8:03 pm  Deixe um comentário  

Dieta do Faustão

Alguém notou que, depois que o Faustão emagreceu,  as dançarinas do Domingão engordaram?

Published in: on domingo, 10 fevereiro 2013 at 6:16 pm  Deixe um comentário  

Morre menina que esperou por atendimento.

Neurocirurgião aguardou seis dias após faltar a plantão, para formalizar sua demissão do Hospital Salgado Filho.

O neurocirurgião deve ser indiciado por omissão de socorro.

O autor do disparo de arma de fogo, cujo projetil atingiu mortalmente a menina, se for identificado (essa, nem no CSI New York) , pode responder em  liberdade, pois não houve flagrante, e receber indulto de Natal, é só esperar uns meses.

Deu no O Globo:

“Adrielly dos Santos Vieira, de 10 anos, atingida na cabeça por uma bala perdida por volta de 0h15 do dia 25 de dezembro, no bairro de Piedade, na zona norte do Rio, e operada apenas oito horas depois, por falta de médico neurocirurgião no Hospital Municipal Salgado Filho, no Meier (zona norte), morreu nesta tarde. Ela estava internada no Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro, para onde foi transferida no dia 27. No dia 30 ela teve morte cerebral, mas o coração continuou batendo e só parou hoje.”

http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,morre-menina-baleada-que-esperou-oito-horas-por-atendimento-no-rio,980603,0.htm

Published in: on sábado, 5 janeiro 2013 at 9:33 pm  Deixe um comentário